O pediatra Marcus Renato de Carvalho explica que essas características não precisam ser encaradas como problemas, já que o bebê deve abocanhar toda a auréola, não somente o bico, para mamar. O que é possível fazer nesses casos é tomar providências simples antes de a criança nascer, como uso do bico artificial (artefato de silicone, fino e macio, que pode ser colocado sobre o mamilo e a aréola) para estimular o crescimento do bico natural. Depois do nascimento, é preciso preparar os seios antes das mamadas. Uma dica é torcer suavemente os bicos por cinco minutos, como uma espécie de massagem giratória. "Conforme o bebê vai sugando, o bico vai sendo formado", diz a nutricionista Luciene dos Santos.


Fonte: UOL