Material:

• Pacote de cateterismo vesical contendo: Cuba rim, cúpula, campo fenestrado, pinça, gazes;
• Sonda Vesical de Foley, números 10-16;
• Coletor de urina para sistema fechado;
• Duas seringas descartáveis de 20 ml;
• Duas agulhas calibrosas;
• Uma ampola de água destilada de 10 ml;
• Esparadrapo ou micropore;
• Um par de luvas estéreis e 1 par de luvas de procedimento;
• Pacotes de gazes estéreis;
• Uma almotolia com solução antisséptica estéril;
• Lubrificante (Xylocaína geleia estéril);
• Material para higiene íntima;
• Biombo.

Procedimentos:

1. Explicar o procedimento e sua finalidade ao paciente e/ou ao acompanhante;
2. Reunir o material;
3. Colocar biombos em volta do leito;
4. Lavar as mãos e calçar as luvas de procedimento;
5. Colocar o paciente em posição dorsal com as pernas estendidas;
6. Realizar a higiene íntima;
7. Lavar as mãos;
8. Abrir o pacote de cateterismo sobre a cama, usando técnica asséptica;
9. Colocar a solução antisséptica estéril na cúpula;
10. Colocar dentro da cuba rim: seringa, Sonda Vesical de Foley, gazes e no campo do cateterismo colocar o coletor de urina para sistema fechado;
11. Abrir a ampola de água destilada e colocar fora do campo;
12. Desinfetar com álcool a 70% o lacre do tubo de xylocaína. Perfurá-lo com agulha calibrosa;
13. Calçar somente a luva estéril direita;
14. Com a mão esquerda não enluvada, aspirar o conteúdo da água destilada;
15. Calçar a luva estéril esquerda;
16. Testar o Cuff da sonda e, em seguida, conectá-la ao sistema coletor;
17. Solicitar auxílio para preencher a seringa com 10 ml de xylocaína;
18. Pegar, com o auxílio da pinça, gaze embebida em solução antisséptica;
19. Limpar primeiramente a região púbica, no sentido transversal, com movimento único e firme, desprezando a gaze para cada movimento. Usar gazes para segurar o pênis, perpendicular ao corpo, e limpar, no sentido longitudinal, de cima para baixo, do lado mais distante ao mais próximo, sempre utilizando uma gaze para cada movimento;
20. Limpar o corpo do pênis;
21. Colocar o campo fenestrado. Deixar o pênis em repouso sobre o campo;
22. Segurar o pênis do paciente, perpendicular ao corpo, puxar o prepúcio para baixo, de modo a expor a glande. Limpar a glande com movimentos circulares, começando a partir do meato;
23. Limpar o orifício da uretra;
24. Injetar 10 ml de xylocaína no meato;
25. Introduzir delicadamente o cateter no interior do meato uretral e observar se há uma boa drenagem urinária. Avançar a sonda até a bifurcação, para assegurar que o balão fique posicionado inteiramente no interior da bexiga;
26. Injetar 10 ml de água destilada para preencher o Cuff da sonda e, em seguida, tracioná-la;
27. Fixar a sonda com esparadrapo ou micropore na região hipogástrica para reduzir a curva uretral e a pressão no ângulo peniano-escrotal, prevenindo a formação de fístula;
28. Após a sondagem vesical, o prepúcio deve ser recolocado sobre a glande, pois sua posição retraída pode vir a causar edema;
29. Manter o coletor de urina abaixo do nível da bexiga, para evitar o refluxo. Fixá-lo ao leito sem que toque no chão, evitando dobras;
30. Posicionar o paciente confortavelmente;
31. Colocar etiqueta no coletor com: data, volume de água bidestilada colocada no Cuff e nome do profissional que realizou o procedimento;
32. Recolher o material do cateterismo;
33. Deixar a unidade em ordem;
34. Lavar as mãos;
35. Registrar o procedimento. Medir e anotar a quantidade, a coloração e as demais características da urina.

Fonte: Portal da Educação