Creatinina: exame de sangue avalia função dos rins.Pessoas com diabetes ou hipertensão devem fazer a dosagem regularmente.O exame de creatinina é usado para avaliar a função dos rins. A creatinina é um resíduo produzido pela quebra de uma proteína chamada creatina fosfato.A creatina fosfato é uma proteína que atua no funcionamento dos músculos, sendo obtida por meio dos alimentos ricos em proteína. Os músculos estão em constante atividade, e portanto consumindo creatina fosfato. Quando quebrada para ajudar no funcionamento muscular, a creatina fosfato produz um resíduo chamado creatinina, que é filtrado nos rins e excretado na urina. Aproximadamente 2% da creatina presente no corpo é convertida em creatinina todos os dias.Quando os rins não estão funcionando bem a filtragem da creatinina é comprometida. Isso quer dizer que boa parte da creatinina produzida não será excretada na urina, permanecendo no sangue.Dessa forma, o exame de creatinina avalia as quantidades da substância no sangue a fim de investigar possíveis doenças renais. Em alguns casos, também pode ser feito uma contagem de creatinina da urina.

Indicações

A dosagem da creatinina ajuda a detectar a insuficiência renal em fases precoces. Por isso, o teste é indicado para pessoas que:

Têm histórico familiar ou pessoal que doença renal crônica
Têm doenças que aumentam o risco de problema renal, como diabetes, hipertensão, obesidade, rins policísticos, glomerulonefrite, infecções urinárias de repetição e cálculos renais de repetição
Fazem uso de medicamentos que alteram a função renal
Têm idade maior que 50 anos
São fumantes.

Outros sintomas e condições que podem justificar a triagem com exame de creatinina são:

Inchaços no corpo sem causa definida
Anemia
sem causa aparente
Doenças cardíacas graves
Sangue na urina
Urina com espuma
Perda de peso não-intencional
Perda de apetite e fraqueza sem causa aparente
Crianças com problema de crescimento
Gravidez
com suspeita de
pré-eclâmpsia.

Preparo para o exame

É necessário um jejum mínimo de três horas para a coleta de sangue
Não deve ser usado laxante na véspera do exame
Para mulheres, o ideal é não estar menstruada.
É importante dizer ao médico ou médica quais medicamentos você ingere com regularidade. Pode ser que você precise interromper o uso de alguma medicação dias antes do teste.

Como é feito

Em um hospital ou laboratório, o exame de creatinina é realizado por um profissional de saúde da seguinte forma:

Com o paciente sentado, é amarrado um elástico em volta do seu braço para interromper o fluxo de sangue. Isso faz com que as veias fiquem mais largas, ajudando o profissional a acertar uma delas
O profissional faz a limpeza com álcool da área do braço a ser penetrada pela agulha
A agulha é inserida na veia. Esse procedimento pode ser feito mais de uma vez, até que o profissional de saúde acerte a veia e consiga retirar o sangue
O sangue coletado na seringa e colocado em um tubo
O elástico é removido e uma gaze é colocada no local em que o profissional de saúde inseriu a agulha, para impedir qualquer sangramento. Ele ou ela pode fazer pressão sobre a bandagem para estancar o sangue
Uma bandagem é colocada no local.

Tempo de duração do exame

Um exame de creatinina leva poucos minutos para ser realizado, podendo demorar mais nos casos em que o profissional de saúde tem dificuldade para acertar a veia coletar o sangue.

Recomendações pós-exame

Não há nenhuma recomendação especial após o exame. O paciente pode fazer suas atividades normalmente. Caso a amostra de sangue seja utilizada para outros testes que exigiam jejum, o paciente poderá se alimentar após a coleta.

Periodicidade do exame

Não há uma periodicidade para se realizar um exame de creatinina. Tudo dependerá das orientações do médico e da presença ou ausência de doenças que devem ser acompanhadas pelo exame, como insuficiência renal crônica.


Fonte: Minha Vida