As células necróticas são incapazes de manter a integridade da membrana e seus conteúdos sempre extravasam,um processo que pode iniciar inflamação do tecido circundante.As enzima que digerem as células são derivadas dos lisossomos das próprias células que estão morrendo ou dos leucócitos que são recrutados como parte da reação inflamatória.

A necrose de coagulação é a forma de necrose na qual a arquitetura tecidual básica dos tecidos é preservada,por pelo menos alguns dias.Supostamente,a lesão desnatura não apenas a proteínas estruturais,mas também as enzimas,bloqueando assim a proteólise da células mortas.Com isso,células anucleada e eosinofílicas permanecem por dias ou até semanas,sendo estas células necróticas,posteriormente, removidas por fagocitose dos restos celulares,através da infiltração de leucócitos e pelas enzimas lisossômicas dos mesmos.A principal causa desta necrose é a isquemia, provocada por exemplo, por uma obstrução de um vaso que supre o tecido(áreas localizada de necrose coagulativa são chamadas de infarto).


Fonte: Laboratório de Patologia