A Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil (OPAS) convidou um time de jurados especiais para escolher as três primeiras colocadas do Prêmio APS Forte para o SUS: Acesso Universal. Formado por comunicadores, o grupo terá a missão de analisar as experiências finalistas sob a perspectiva do usuário. Claudia Collucci, Mara Régia, Lígia Formenti, Lise Alves, Chico Pinheiro, Drauzio Varella, Luiz Fara Monteiro e Alan Ferreira são os colaboradores que vão participar da iniciativa.

"Nós queremos que a escolha final venha dos jurados comunicadores que terão o desafio de analisar as experiências finalistas pensando no usuário, que ao procurar a Atenção Primária consegue o atendimento adequado às suas necessidades", explica o coordenador da Unidade Técnica de Sistemas e Serviços de Saúde da OPAS no Brasil, Renato Tasca.

O Prêmio APS Forte para o SUS: Acesso Universal visa reconhecer, dar visibilidade e premiar experiências exitosas que tenham ampliado o acesso dos usuários aos serviços e às ações desenvolvidas pela Atenção Primária à Saúde (APS), a principal porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS).

Avaliação técnica – A análise técnica das experiências inscritas ficará a cargo de um grupo de trabalho composto por gestores, profissionais de saúde, acadêmicos, especialistas nacionais e internacionais, convidados pela OPAS e pelo Ministério da Saúde. Este grupo escolherá as experiências finalistas, que seguirão para a avaliação dos jurados especiais. Os autores (máximo de 3 pessoas) das três melhores experiências, escolhidos pelos jurados especiais, ganharão uma viagem de estudo para conhecer uma prática internacional de organização de rede de atenção à saúde centrada na APS.

Ainda como parte da premiação, todas as experiências bem avaliadas pela comissão técnica terão destaque em uma publicação da OPAS/OMS, sendo que as práticas finalistas estarão sistematizadas no livro no formato de estudos de caso.

As inscrições do Prêmio APS Forte para o SUS: Acesso Universal vão até o dia 15 de junho e podem participar profissionais de saúde de equipes de Saúde da Família, de coordenações de Atenção Básica regionais ou municipais e de secretarias estaduais e municipais de saúde.

Nesta edição serão reconhecidas experiências organizadas a partir das seguintes linhas temáticas:

Adequação das estruturas e processos dos serviços de saúde para ampliar o acesso, como: ampliação e flexibilização de horários de atendimento, flexibilização de agendas, acesso avançado;

Uso das Tecnologias da Informação e Comunicação, para ampliar o acesso, a exemplo de: formas inovadoras de comunicação entre a equipe e a comunidade, marcação não presencial de consultas, estratégias de telessaúde/telemedicina;

Estratégias inovadoras para ampliação da cobertura da Estratégia de Saúde da Família;

Estratégias inovadoras de acesso que culminaram em aumento da cobertura vacinal;

Novas formas de contratualização público-público ou público-privada da Estratégia de Saúde da Família que aumentaram o acesso da população;

Estratégias de provisão e fixação de profissionais e estruturas em áreas remotas e/ou de vulnerabilidade, com ampliação do acesso;

Iniciativas de ampliação do acesso da população às ações e/ou às atividades de promoção da saúde.

A divulgação do resultado está prevista para o fim de setembro deste ano.

Acesse o edital e o formulário de inscrição Acesse o edital e o formulário de inscrição

As dúvidas devem ser encaminhadas para o email: premioapsforte@gmail.com


Fonte de texto: Cofen