Ter hábitos saudáveis é essencial para manter uma qualidade de vida de bem-estar, principalmente quando se chega na terceira idade, em que os cuidados exigem uma atenção maior, por isso, é necessário procurar profissionais que possam auxiliar familiares e responsáveis no processo de envelhecimento do idoso. Em entrevista para o Minuto Enfermagem, a coordenadora da casa do Cuidado ao Idoso, Pedagoga e Educadora Infantil e Especial Ozana Alves, relata a importância da conscientização e realça sobre a inclusão que gera respeito ao idoso.

Em sua visão, como profissional, quais são os principais fatores que provocam a queda do idoso na rotina de suas atividades?

O idoso precisa ter um espaço adequado para que possa se movimentar, na maioria das vezes, as quedas costumam ocorrer no banheiro, pelo fato dele estar descalço ou o local ser inapropriado. Alguns exemplos das condições inapropriadas são o piso molhado, a pessoa não estar com o calçado adequado, o banheiro não possuir barras para auxilia-lo como segurança, dentre outros. Em segundo lugar, a pessoa da terceira idade escorrega em ambientes que não possuem antiderrapante, por isso é preciso preparar o espaço para ela.

E de que forma isso poderia ser prevenido?

Se o idoso passa por um processo de tratamento, e faz uso de medicamentos, os seus cuidadores tem de se atentar ao seu estado, como é o caso da sonolência, e verificar também a questão de vestimenta, se está larga ou muito comprida, e na forma dele levantar. A sua cama deve ter uma altura adequada, no banheiro, o vaso sanitário tem que ser elevado, precisa ter a barra nas laterais, assim como também uma cadeira na qual possa apoiar o seu peso.

O que deve ser feito após acidente?

O tratamento realizado para pessoas de terceira idade é conhecido como síndrome de pós-queda, e é bem neste momento que ocorre o receio de voltar a andar. Por isso, é essencial que o corpo esteja em movimento e faz necessário ensinar-lhe autonomia e mobilização.


Quais são as queixas dos idosos em relação a suas atividades diárias?

Uma das grandes queixas dos idosos é não conseguir entender e acompanhar determinados assuntos em que estejam participando. Eles não se sentem inclusos dentro da sociedade, tendo um sentimento de inutilidade. Para auxilia-los é preciso realizar atividades que estimulem a memória e linguagem, como por exemplo, incentiva-los a leitura diária, assim ele vai estar participando. Pessoas de mais idade gostam de se sentir inclusos dento da sociedade, sentindo isso, ele terá foco, atenção e concentração para participar das atividades diárias.


Quais são os cuidados e ações que a família deve obter para a promoção da saúde do idoso?

A família deve ter atenção no cuidado ao idoso e não deve esperar a queda, sendo que nesse caso ambas as partes sofrem. Além de rampas e o ambiente bem preparado, as ações devem ser criadas em um ambiente acolhedor, que ele possa manter contato com os outros, e possa manifestar o seu próprio eu, no qual desenvolve todas as atividades cognitivas.

O respeito aos idosos é essencial para que possam se sentir dignos de estar vivo, e bem no lugar onde são recebidos; o direito de envelhecer com saúde e bem-estar, em contato com a sua família, pois os centros que são construídos existem para dar apoio a família, e não para ficar totalmente com o idoso.

Logo, a responsabilidade é de todos nós, mas o cuidado familiar é necessário. É a eles que cabe o desejo de cuidar, alimentar, sorrir, conversar, e mostrar-se mais presentes, passeando com o seu ente querido, ajudando-lhes a se sentirem mais inclusos, e de certa forma, promovendo a inclusão e gerando o respeito. Esse dever não é apenas do governo, mas uma responsabilidade comum. Se você como cidadão, acha que tem algo errado em relação aos direitos do idoso, busque, faça, todo o indivíduo veja que também está se preparando para a velhice. Então não adianta tampar os olhos, e não perceber que o mundo passa por um processo de envelhecimento, isso faz parte do ciclo de todos nós, fazendo com que mudamos à maneira de enxergar com outros olhares.


Raquel Lima Souza