As incidências de coronavírus pelo mundo tem deixado a população em estado de alerta. O fato desse novo vírus ter chegado ao Brasil e de forma rápida apresentar 30 casos de pacientes contaminados faz com que várias dúvidas e até mesmo informações erradas chegue ao público. Para responder vários destes questionamentos confira as perguntas e respostas que o UOL notícias consultou por meio dos sites do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS), além de perguntar para o infectologista do Hospital das Clínicas, Evaldo Stanislau.


Como o coronavírus pode ser transmitido para mim?

O coronavírus passa através do contato direto com uma pessoa contaminada ou com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, aperto de mão ou compartilhando objetos que entraram em contato com a boca, nariz ou olhos de pacientes contaminados.

Estou resfriada, devo me preocupar?


Apesar do novo coronavírus ter semelhança com os sintomas de um resfriado comum, o vírus também pode causar outras reações como infecção do trato respiratório inferior, assim como as pneumonias. É importante verificar se há febre, tosse e dificuldade para respirar. Para ser um caso suspeito, leva-se em consideração, além dos sintomas, se houve também contato com paciente contaminado ou viagem para um país em alerta, de acordo com as informações do site do Ministério da Saúde.

Se eu for a um hospital ou posto de saúde onde há paciente em quarentena posso correr o risco de pegar o coronavírus?


O infectologista, Evaldo Stanislau, diz que há sim o risco de se contaminar caso vá a um hospital ou posto de saúde onde haja pessoas infectadas. "Há que se atentar à higiene das mãos e à etiqueta respiratória, sem exceção."


Calor ou frio mata o vírus?


Não. Nenhum dos dois. A OMS explica que a temperatura corporal gira em torno de 36.5°C a 37°C independentemente da temperatura do entorno. Além disso, se expor a situações de calor ou frio extremos pode causar mais danos ao organismo do que benefícios.

Por quanto tempo o coronavírus sobrevive no ambiente?


Estima-se que o vírus sobreviva por 24 horas fora do corpo humano.


Posso pegar de alguém com quem não tive contato físico, mas que esteve no mesmo local que eu como em elevadores, barra de transporte público, maçanetas, dentre outros?


Se a pessoa contaminada espirrar nas mãos e imediatamente tocar algum objeto, e logo em seguida você tocar no local e levar às mãos à boca, ao nariz ou aos olhos, sim. Se você achar que uma superfície pode estar contaminada, a Organização Mundial da Saúde recomenda que use um desinfetante para limpá-la. Depois de tocá-la, limpe as mãos com álcool ou lave-as com água e sabão.


Quanto tempo os sintomas de quem foi confirmado duram?


Segundo Stanislau, a duração dos sintomas varia conforme a forma clínica. Pacientes internados podem levar semanas para se recuperar.

Por quanto tempo alguém sem sintomas pode carregar o vírus ou contaminar alguém?


O vírus pode demorar até 14 dias para manifestar sintomas, mas não se sabe ainda quanto tempo alguém pode carregar o vírus sem manifestar sintomas. Ainda não se tem certeza sobre o período de transmissão do novo coronavírus, mas estima-se que a transmissibilidade de um paciente é de 7 dias em média desde o início dos sintomas. O caso da paciente assintomática no Brasil não apresentava risco de contaminação.


Alguém que teve o vírus mas, não apresentou sintomas pode ter a doença ao longo da vida?


Ainda não se sabe como o vírus se manifesta a longo prazo em pessoas assintomáticas.

Posso ser contaminada pelo coronavírus por meio de produtos feitos no exterior ou de encomendas?


Não. Segundo o Ministério da Saúde, um vírus não sobrevive por mais de 24 horas fora do organismo humano ou de algum animal, por isso não seria capaz de sobreviver a uma viagem de avião ou navio.

Secadores de mão ajudam a matar o vírus?


Não. De acordo com a OMS, os secadores de mão não são eficazes para matar o novo coronavírus. O importante é lavar constantemente as mãos com sabão e água. Uma vez limpas, elas podem ser secas com toalhas de papel ou com o secador de ar quente.

Animais de estimação podem pegar coronavírus e transmitir a doença?


Até o momento não há evidências de que animais de estimação, como cães ou gatos, possam se infectar ou transmitir o novo coronavírus. Mas a OMS ressalta que é sempre bom lavar as mãos com água e sabão após o contato com os bichinhos.


O vírus pode ser transmitido por mosquito?


Não. A OMS explica que o novo coronavírus é um vírus respiratório que se espalha principalmente por gotículas geradas quando uma pessoa infectada tosse ou espirra, ou por gotículas de saliva ou secreção nasal.


Lavar o nariz frequentemente ajuda a impedir a contaminação?


Segundo a OMS, não há evidências de que lavar o nariz regularmente tenha protegido as pessoas da infecção pelo novo coronavírus. Nem com água nem com soro fisiológico.


Vitamina C, coco, mel, alho, chás, água com limão,... Algum alimento pode ajudar a impedir a contaminação?


Não há medicamento, substância, vitamina, alimento ou vacina que possa prevenir a infecção, alerta o Ministério da Saúde.

Sabonete antibacteriano ou álcool comum ajuda a prevenir?


Segundo Evaldo Stanislau, apenas álcool gel ou líquido a 70%. "Concentração menor é insuficiente para o efeito. Faça a higiene das mãos com sabonete líquido e enxugue as mãos com papel toalha (aquele do tipo absorvente que se compra no supermercado)", afirma. Lembrando que a Covid19 é transmitida por vírus, e não por bactéria.


Sou dentista, fisioterapeuta, etc. Corro mais riscos?


"Por trabalharem com público e expostos às secreções respiratórias, sim, há um risco", explica Evaldo Stanislau. "E por isso devem usar EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) independente do coronavírus atual", conclui.

Você que lida diariamente com a área da saúde agora já sabe como ajudar outras pessoas a solucionar suas dúvidas a respeito do novo coronavírus. Mas, você já pensou em dar um "up" nos seus estudos e começar uma pós graduação? Se a resposta foi sim, não perca tempo e comece agora sua especialização nos diversos cursos que a Monte Pascoal oferece. Se destaque no mercado de trabalho!



Fonte: UOL

Imagem: FreePik